Bem Vindo ao site da Prefeitura Municipal de
São Carlos do Ivaí

Com aumento dos casos, vacina de febre amarela será ampliada para todo o Brasil


=Com aumento dos casos, vacina de febre amarela será ampliada para todo o Brasil

O aumento dos casos de febre amarela no país levou o Brasil a repensar a estratégia de vacinação da população. Neste sentido, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou a ampliação para todo território brasileiro. Segundo ele, ela será feita de forma gradual, iniciando neste ano e sendo concluída até abril de 2019. A medida é preventiva e tem por objetivo antecipar a proteção contra a doença para toda população.

Atualmente, alguns Estados do Nordeste e parte do Sul e Sudeste não fazem parte das áreas de recomendação de vacina. Com a ampliação, devem ser vacinadas 77,5 milhões de pessoas em todo o país. O quantitativo corresponde à estimativa atual de pessoas não vacinadas nessas novas áreas.

Em julho deste ano, os estados do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul adotarão a vacina padrão em todos os Municípios para mais 11,3 milhões de pessoas. Em janeiro de 2019, os Estados do Nordeste começam a vacinação da dose padrão. Os Estados do Piauí, da Paraíba, de Pernambuco, do Ceará, de Alagoas, de Sergipe e do Rio Grande do Norte totalizarão 25,3 milhões de pessoas. O Estado do Maranhão não entra nessa medida, porque já é considerado área com recomendação de vacina, ou seja, a vacina da febre amarela faz parte da rotina do Estado.

Com isso, até abril de 2019, 1.586 Municípios estarão incluídos como áreas com recomendação de vacina, atingindo 100% do território nacional. Desde 1997, o Ministério da Saúde vem ampliando as áreas de recomendação de vacinação. Até então, a vacina de febre amarela fazia parte da rotina de 23 estados, sendo nove com áreas parciais de recomendação de vacinação.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) ressalta a importância de estabelecer medidas preventivas nos Municípios. Além disso, é necessário capacitar e preparar as equipes de saúde para a extensão vacinal da população. É de responsabilidade do gestor manter a estrutura física, os insumos e os materiais suficientes para a execução da ação pelos profissionais e a população deve buscar a unidade de saúde mais próxima para esclarecimentos e avaliar a necessidade de receber a imunização.

Com informações do Ministério da Saúde

Mais notícias